Caminho (São Josemaria Escrivá) – Frases de Livros

Em 1934 existia Twitter? Não.

Mas mesmo assim, Josemaria Escrivá escreveu “Caminho”. Um livro com pequenos conselhos sobre diversos assuntos que tangem a vida humana, maturidade e a amizade com Deus.

Posteriormente considerado Santo Católico, ele nos deixou essa e muitas outras obras que valem a reflexão para nossas vidas. E finalmente, após ter lido Caminho pela primeira vez há mais de uma década, me sinto honrado de por neste Blog as melhores frases desta linda obra São Josemaria Escrivá de Balaguer.

Reitero: é um livro que vale a pena ser lido e saboreado por completo. Clique aqui para acessá-lo diretamente.

Vamos às frases:

Caráter

1Que a tua vida não seja uma vida estéril.–Sê útil.–Deixa rasto.–Ilumina com o resplendor da tua fé e do teu amor.

2Oxalá fossem tais o teu porte e a tua conversação que todos pudessem dizer, ao ver-te ou ouvir-te falar: “Este lê a vida de Jesus Cristo”.

5Acostuma-te a dizer que não.

10Conseguirás mais com uma palavra afetuosa do que com três horas de briga.–Modera o teu gênio.

*Ouça meu Podcast “Livros da Minha Vida” no Spotify: https://open.spotify.com/show/5E0SzhjrATqzSa4fc7AXTG?si=e26f4e33d1b44ab1

24Tens ambições: de saber…, de ser líder…, de ser audaz. Muito bem. Está certo.–Mas… por Cristo, por Amor.

Direção espiritual

66O Sacerdote–seja quem for–é sempre outro Cristo.

77Sujeitar-se a um plano de vida, a um horário, é tão monótono!, disseste-me.–E eu te respondi: há monotonia porque falta Amor.

78Se não te levantas a uma hora fixa, nunca cumprirás o teu plano de vida.

Caminho | Amazon.com.br

Oração

87“ Nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus”, disse o Senhor.–Pão e palavra!–Hóstia e oração. Senão, não terás vida sobrenatural.

108Dir-te-ei, plagiando a frase de um autor estrangeiro, que a tua vida de apóstolo vale o que valer a tua oração.

110Disseste-me uma vez que parecias um relógio desregulado, que bate fora de horas: estás frio, seco e árido à hora da tua oração; e, pelo contrário, quando menos era de esperar, na rua, entre os afazeres de cada dia, no meio da balbúrdia e da gritaria da cidade, ou na quietude laboriosa do teu trabalho profissional, surpreendes-te orando… Fora de horas? Certo… Mas não desaproveites essas badaladas do teu relógio.–O Espírito sopra onde quer.

*Veja livros que recomendo, os “Livros da Minha Vida” neste catálogo: https://centroly.com/lui-blog/livros-da-minha-vida-x7eg6reg82

114A oração do cristão nunca é monólogo.

Santa pureza

139À hora da tentação, pensa no Amor que te espera no Céu. Fomenta a virtude da esperança, que não é falta de generosidade.

Coração

168“ Achei graça quando ouvi o senhor falar das «contas» que Deus lhe pedirá. Não, para vós Ele não será Juiz–no sentido austero da palavra–, mas simplesmente Jesus”.–Esta frase, escrita por um Bispo santo, que consolou mais de um coração atribulado, bem pode consolar o teu.

Mortificação

174Não digas: essa pessoa me aborrece.–Pensa: essa pessoa me santifica.

187Paradoxo: para Viver é preciso morrer.

Penitência

216Choras?–Não te envergonhes. Chora; sim, os homens também choram, como tu, na solidão e diante de Deus.–Durante a noite, diz o rei Davi, regarei de lágrimas o meu leito. Com essas lágrimas, ardentes e viris, podes purificar o teu passado e sobrenaturalizar a tua vida atual.

Propósitos

248És tão jovem!–Pareces um barco que empreende viagem.–Esse ligeiro desvio de agora, se não o corriges, fará que no fim não chegues ao porto.

Escrúpulos

258Repele esses escrúpulos que te tiram a paz.–Não é de Deus o que rouba a paz da alma. Quando Deus te visitar, hás de sentir a verdade daquelas saudações: “Dou-vos a paz…, deixo-vos a paz…, a paz seja convosco…” E isso, no meio da tribulação.

261Proíbo-te que penses mais nisso.–Pelo contrário, louva a Deus, que devolveu a vida à tua alma.

Presença de Deus

267É preciso convencer-se de que Deus está junto de nós continuamente.–Vivemos como se o Senhor estivesse lá longe, onde brilham as estrelas, e não consideramos que também está sempre ao nosso lado.

270Não te alegras quando descobres no teu caminho habitual, pelas ruas da cidade, outro Sacrário?

276Se te habituares, mesmo que seja uma só vez por semana, a procurar a união com Maria para ir a Jesus, verás como tens mais presença de Deus.

Vida sobrenatural

292A tua vida interior deve ser isso precisamente: começar… e recomeçar.

297Tudo isso, que te preocupa de momento, é mais ou menos importante.–O que importa acima de tudo é que sejas feliz, que te salves.

Mais sobre vida interior

303Perde o medo de chamar o Senhor pelo seu nome–Jesus–e de Lhe dizer que O amas.

312O poder do teu nome, Senhor!–Encabecei a minha carta como costumo: “Jesus te guarde”.–E me escrevem: “O «Jesus te guarde» da sua carta já me serviu para escapar de uma boa. Que Ele os guarde a todos também”.

Tibieza

329Os pecados veniais fazem muito mal à alma.–Por isso, «capite nobis vulpes parvulas, quae demoliuntur vineas», diz o Senhor no “Cântico dos Cânticos”: caçai as pequenas raposas que destroem a vinha.

Estudo

336Se tens de servir a Deus com a tua inteligência, para ti estudar é uma obrigação grave.

355Os que andam em negócios humanos dizem que o tempo é ouro.–Parece-me pouco; para nós, que andamos em negócios de almas, o tempo é Glória!

359Põe um motivo sobrenatural na tua atividade profissional de cada dia, e terás santificado o trabalho.

Formação

379Naturalidade.–Que a vossa vida de cavalheiros cristãos, de mulheres cristãs–o vosso sal e a vossa luz–, flua espontaneamente, sem esquisitices nem pieguices; levai sempre convosco o nosso espírito de simplicidade.

382Ao oferecer-te aquela História de Jesus, pus como dedicatória: “Que procures Cristo. Que encontres Cristo. Que ames a Cristo”.–São três etapas claríssimas. Tentaste, pelo menos, viver a primeira?

O plano da tua santidade

392Convence-te de que o ridículo não existe para quem faz o melhor.

402Não peças perdão a Jesus apenas de tuas culpas; não O ames com teu coração somente… Desagrava-O por todas as ofensas que Lhe têm feito, que Lhe fazem e Lhe hão de fazer…; ama-O com toda a força de todos os corações de todos os homens que mais O tenham amado. Sê audaz: diz-Lhe que estás mais louco por Ele que Maria Madalena, mais que Teresa e Teresinha…, mais apaixonado que Agostinho e Domingos e Francisco, mais que Inácio e Xavier.

415Não dês muita importância ao que o mundo chama vitórias ou derrotas.–Sai tantas vezes derrotado o vencedor!

Amor de Deus

417Não há outro amor além do Amor!

422Jesus é teu amigo.–O Amigo.–Com coração de carne como o teu.–Com olhos de olhar amabilíssimo, que choraram por Lázaro…–E, tanto como a Lázaro, te ama a ti.

439Não esqueças que a Dor é a pedra de toque do Amor.

Caridade

459A tua caridade é… presunçosa.–De longe, atrais: tens luz.–De perto, repeles: falta-te calor.–Que pena!

Os meios

473Lança para longe de ti essa desesperança que te produz o conhecimento da tua miséria.–É verdade: por teu prestígio econômico, és um zero…, por teu prestígio social, outro zero…, e outro por tuas virtudes, e outro por teu talento… Mas, à esquerda dessas negações está Cristo… E que cifra incomensurável não resulta!

475Reconheces-te miserável. E és.–Apesar de tudo–mais ainda, por isso–, Deus te procurou.–Sempre emprega instrumentos desproporcionados: para que se veja que a “obra” é dEle.–A ti, só te pede docilidade.

476Quando te “entregares” a Deus, não haverá dificuldade que possa abalar o teu otimismo.

491« Nonne hic est fabri filius? Nonne hic est faber, filius Mariae?»–Porventura não é este o filho do artesão? Não é o artesão, filho de Maria?–Isto que disseram de Jesus, é bem possível que o digam de ti, com um pouco de pasmo e outro pouco de troça, quando “definitivamente” quiseres cumprir a Vontade de Deus, ser instrumento: “Mas este não é aquele?…”–Cala-te. E que as tuas obras confirmem a tua missão.

A Virgem Maria

496Como gostam os homens de que lhes recordem o seu parentesco com personagens da literatura, da política, do exército, da Igreja!…–Canta diante da Virgem Imaculada, recordando-lhe: “Ave, Maria, Filha de Deus Pai; Ave, Maria, Mãe de Deus Filho; Ave, Maria, Esposa de Deus Espírito Santo… Mais do que tu, só Deus!”

A Igreja

526Se não tens suma veneração pelo estado sacerdotal e pelo religioso, não é verdade que amas a Igreja de Deus.

Santa Missa

528Uma característica muito importante do homem apostólico é amar a Missa.

529A Missa é comprida, dizes, e eu acrescento: porque o teu amor é curto.

531“ Tratai-mO bem, tratai-mO bem!”, dizia, entre lágrimas, um velho Prelado aos novos Sacerdotes que acabava de ordenar.–Senhor! Quem me dera ter voz e autoridade para clamar desta maneira ao ouvido e ao coração de muitos cristãos, de muitos!

534Quantos anos comungando diariamente!–Qualquer outro seria santo–disseste-me–, e eu, sempre na mesma!–Meu filho–respondi-te–, continua com a Comunhão diária e pensa: Que seria de mim se não tivesse comungado?

536Comunga.–Não é falta de respeito.–Comunga, hoje precisamente, que acabas de sair daquele laço.–Esqueces que Jesus disse: “Não é necessário o médico para os sãos, mas para os enfermos”?

541Há uma urbanidade da piedade.–Aprende-a.–Dão pena esses homens “piedosos”, que não sabem assistir à Missa–ainda que a ouçam diariamente–, nem benzer-se (fazem uns estranhos trejeitos, cheios de precipitação), nem dobrar o joelho diante do Sacrário (suas genuflexões ridículas parecem um escárnio), nem inclinar reverentemente a cabeça diante de uma imagem de Nossa Senhora.

Devoções

566Há nesse ambiente muitas ocasiões de te desviares?–De acordo. Mas por acaso não há também Anjos da Guarda?

575Alguns passam pela vida como por um túnel, e não compreendem o esplendor e a segurança e o calor do sol da fé.

579Fé.–Dá pena ver de que modo tão abundante a têm na boca muitos cristãos, e com que pouca abundância a põem em suas obras.–Até parece que é virtude para pregar, e não para praticar.

584Aviva a tua fé.–Não é Cristo uma figura que passou. Não é uma recordação que se perde na história. Vive! «Jesus Christus heri et hodie: ipse et in saecula!», diz São Paulo. Jesus Cristo ontem e hoje e sempre!

Humildade

594Não és humilde quando te humilhas, mas quando te humilham e o aceitas por Cristo.

601Soberba?–Por quê?… Dentro de pouco tempo–anos, dias–, serás um monte de podridão hedionda: vermes, humores fétidos, trapos sujos da mortalha…, e ninguém na terra se lembrará de ti.

606Olha como é humilde o nosso Jesus: um burrico foi o seu trono em Jerusalém!…

612Bem podias repelir esses pensamentos de orgulho; afinal, és como o pincel nas mãos do artista.–E nada mais.–Diz-me para que serve um pincel, se não deixa trabalhar o pintor.

Pobreza

630Não o esqueças: tem mais aquele que precisa de menos.–Não cries necessidades.

Discrição

639De calar não te arrependerás nunca; de falar, muitas vezes.

640Como te atreves a recomendar que guardem segredo…, se essa advertência é sinal de que tu não o soubeste guardar?

645Como é fecundo o silêncio!–Todas as energias que perdes, com as tuas faltas de discrição, são energias que subtrais à eficácia do teu trabalho.–Sê discreto.

646Se fosses mais discreto, não te lamentarias interiormente desse mau sabor na boca que te faz sofrer depois de muitas das tuas conversas.

649Sempre o espetáculo!–Vens pedir-me fotografias, gráficos, estatísticas.–Não te envio esse material, porque (parece-me muito respeitável a opinião contrária) depois havia de pensar que trabalho para me empoleirar na terra…, e onde eu quero empoleirar-me é no Céu.

650Há muita gente–santa–que não entende o teu caminho.–Não te empenhes em fazer que o compreendam; perderás o tempo e darás lugar a indiscrições.

Alegria

661Caras compridas…, maneiras bruscas…, aspecto ridículo…, ar antipático… Desse jeito esperas animar os outros a seguir Cristo?

662Não há alegria?–Então pensa: há um obstáculo entre Deus e mim.–Quase sempre acertarás.

Outras virtudes

679A gula é um vício feio.–Não te dá um pouquinho de riso e outro pouquinho de náusea ver esses senhores graves, sentados à volta da mesa, sérios, com ares de rito, metendo gorduras no tubo digestivo, como se aquilo fosse “um fim”?

682Habitualmente, comes mais do que precisas.–E essa fartura, que muitas vezes te produz lassidão e mal-estar físico, torna-te incapaz de saborear os bens sobrenaturais e entorpece o teu entendimento. Que boa virtude, mesmo para a terra, é a temperança!

Tribulações

689Soltaram-se as línguas e sofreste desfeitas que te feriram mais porque não as esperavas. A tua reação sobrenatural deve ser a de perdoar–e mesmo pedir perdão–e aproveitar a experiência para desapegar-te das criaturas.

701Não ouviste dos lábios do Mestre a parábola da videira e dos ramos?–Consola-te. Ele exige muito de ti porque és ramo que dá fruto… E te poda, «ut fructum plus afferas»–para que dês mais fruto. É claro!: dói esse cortar, esse arrancar. Mas, depois, que louçania nos frutos, que maturidade nas obras!

Luta interior

731Espera tudo de Jesus; tu nada tens, nada vales, nada podes.–Ele agirá, se nEle te abandonares.

Novíssimos

735Se és apóstolo, a morte será para ti uma boa amiga que te facilita o caminho.

736Já viste, numa tarde triste de outono, caírem as folhas mortas? Assim caem todos os dias as almas na eternidade. Um dia, a folha caída serás tu.

737Não tens ouvido com que tom de tristeza se lamentam os mundanos de que “cada dia que passa é morrer um pouco”? Pois eu te digo:–Alegra-te, alma de apóstolo, porque cada dia que passa te aproxima da Vida.

744Tu–se és apóstolo–não hás de morrer.–Mudarás de casa, e é só.

745“ Há de vir julgar os vivos e os mortos”, rezamos no Credo.–Oxalá não percas de vista esse julgamento e essa justiça e… esse Juiz.

A vontade de Deus

766O abandono à Vontade de Deus é o segredo para sermos felizes na terra.–Então, diz: «Meus cibus est, ut faciam voluntatem ejus»–meu alimento é fazer a sua Vontade.

774Gradação: resignar-se com a Vontade de Deus; conformar-se com a Vontade de Deus; querer a Vontade de Deus; amar a Vontade de Deus.

778É uma questão de segundos… Pensa antes de começar qualquer trabalho:–Que quer Deus de mim neste assunto? E, com a graça divina, faze-o!

Proselitismo

812Compreendo que ames tanto a tua Pátria e os teus, e que, apesar desses vínculos, aguardes com impaciência o momento de cruzar terras e mares–ir longe!–porque te consome o afã de messe.

Pequenas coisas

813Fazei tudo por Amor.–Assim não há coisas pequenas: tudo é grande.–A perseverança nas pequenas coisas, por Amor, é heroísmo.

825Persevera no cumprimento exato das obrigações de agora.–Esse trabalho–humilde, monótono, pequeno–é oração plasmada em obras que te preparam para receber a graça do outro trabalho–grande, vasto e profundo–com que sonhas.

Tática

835Brilhar como uma estrela?… Ânsia de altura e de luz acesa no céu? Melhor ainda: queimar como uma tocha, escondido, pegando o teu fogo a tudo o que tocas. Este é o teu apostolado; para isso estás na terra.

843« Non manifeste, sed quasi in occulto»–não com publicidade, mas ocultamente. Assim vai Jesus à festa dos Tabernáculos. Assim irá, a caminho de Emaús, com Cléofas e seu companheiro.–Assim O vê, ressuscitado, Maria de Magdala. E assim–«non tamen cognoverunt discipuli quia Jesus est», os discípulos não conheceram que era Ele–, assim foi à pesca milagrosa que nos conta São João. E mais oculto ainda, por Amor aos homens, está na Hóstia.

Infância espiritual

858Faz-te criança.–Ainda mais.–Mas não fiques na “idade do buço”. Já viste coisa mais ridícula do que um moleque bancando “o homem” ou um homem “amolecado”? Criança para com Deus; e, por consequência, homem muito viril em tudo o mais.–Ah!… e larga essas manhas de cachorrinho de colo.

874Menino audaz, grita:–Que amor o de Teresa!–Que zelo o de Xavier!–Que homem tão admirável São Paulo!–Ah, Jesus, pois eu… Te amo mais do que Paulo, Xavier e Teresa!

Vida de infância

878Menino bom, diz a Jesus muitas vezes ao dia: eu Te amo, eu Te amo, eu Te amo…

883Reconheço a minha rudeza, meu Amor, que é tanta…, tanta, que até quando quero acariciar, machuco.–Suaviza as maneiras da minha alma; dá-me, quero que me dês, dentro da firme virilidade da vida de infância, aquela delicadeza e meiguice que as crianças têm para tratar, com íntima efusão de amor, os seus pais.

895O trabalho esgota o teu corpo, e não consegues fazer oração.–Estás sempre na presença de teu Pai. Se não falas com Ele, olha-O de vez em quando, como uma criancinha…, e Ele te sorrirá.

901Jesus: nunca Te pagarei, ainda que morra de Amor, a graça que tens esbanjado para me tornares pequeno.

Chamamento

913Não duvides: a tua vocação é a maior graça que o Senhor te pôde conceder.–Agradece-Lhe.

914Que pena causam essas multidões–altas e baixas e do meio–sem ideal!–Dão a impressão de não saber que têm alma; são… manada, rebanho…, vara.

917« Nonne cor nostrum ardens erat in nobis dum loqueretur in via?»–Não ardia o nosso coração dentro de nós, enquanto nos falava pelo caminho? Se és apóstolo, estas palavras dos discípulos de Emaús deviam sair espontaneamente dos lábios dos teus companheiros de profissão, depois de te encontrarem no caminho da sua vida.

O apóstolo

933Contam de uma alma que, ao dizer ao Senhor na oração: “Jesus, eu Te amo”, ouviu esta resposta do Céu: “Obras é que são amores, não as boas palavras”. Pensa se por acaso não merecerás tu também esta carinhosa censura.

942Lembra-te, meu filho, de que não és somente uma alma que se une a outras almas para fazer uma coisa boa. Isso é muito…, mas é pouco.–És o Apóstolo que cumpre um mandato imperativo de Cristo.

O apostolado

974“ Apostolado do almoço”. É a velha hospitalidade dos Patriarcas, com o calor fraternal de Betânia.–Quando se pratica, parece que se entrevê Jesus presidindo, como em casa de Lázaro.

Perseverança

983Começar é de todos; perseverar, de santos. Que a tua perseverança não seja consequência cega do primeiro impulso, fruto da inércia; que seja uma perseverança refletida.

984Diz-Lhe: «Ecce ego quia vocasti me!»–Aqui me tens, porque me chamaste!

999Qual é o segredo da perseverança? O Amor.–Enamora-te, e não O deixarás.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.