How to Fail at Almost Everything and Still Win Big (Scott Adams) – Frases de Livros

Scott Adams, criador das tirinhas de Dilbert escreveu essa divertida e prática autobiografia para falar sobre sucesso.

Através de uma narrativa divertida e interessante, o autor vai navegando em tudo o que fez ou deixou de fazer desde a monótona carreira como funcionário até a criação de Dilbert.

A grande sacada do livro, definitivamente é organizar a vida via Sistemas e não Metas (objetivos) – ideia essa ressaltada algumas vezes.

O livro só está disponível em inglês hoje em dia, mas vale muito a pena. Minhas melhores frases grifadas no Kindle estão abaixo, em tradução livre (português):

-Mas você também pode notar alguns padrões familiares em minha história que lhe darão a confirmação (ou viés de confirmação) de que seu próprio sucesso não foi inteiramente sorte. Esse é o tipo de validação que você não pode obter de sua família e amigos que o vêem como uma bagunça.

-Uma fórmula pode não servir para todos. Eu ficaria surpreso se houvesse algo neste livro que fizesse sentido para todas as pessoas o tempo todo.

-Nem sempre terei a fórmula certa para sua situação específica, mas posso ajudar a restringir suas escolhas.

-Não sou especialista em nenhum dos tópicos que discutirei aqui. Mas eu sou um simplificador profissional.

-Você é o melhor juiz do que funciona para você, desde que adquira essa sabedoria por meio do reconhecimento de padrões, teste e observação.

-Cada pessoa encontra sua própria fórmula especial.

Book Review: How to Fail at Almost Everything and Still Win Big by Scott  Adams : r/productdork

-Às vezes, a única diferença real entre loucos e artistas é que os artistas escrevem o que imaginam ver.

-Quando você está na frente de uma platéia, sua sensação de tempo é distorcida. É por isso que apresentadores inexperientes falam muito rápido. Ajustei mentalmente meu relógio interno para combinar com o senso de tempo do público.

-Você costuma ouvir conselhos de pessoas bem-sucedidas de que você deve “seguir sua paixão”. Isso soa perfeitamente razoável na primeira vez que você ouve. Meu chefe, que era um credor comercial há mais de trinta anos, disse que o melhor cliente de empréstimo é aquele que não tem paixão alguma, apenas o desejo de trabalhar duro em algo que fica bem em uma planilha. Talvez o cliente do empréstimo queira abrir uma lavanderia ou investir em uma franquia de fast-food — coisa chata. Essa é a pessoa em quem você aposta. Você quer o moedor, não o cara que ama seu trabalho.

-Estive envolvido em várias dezenas de empreendimentos comerciais ao longo da minha vida, e cada um deles me empolgou no início.

-Objetivamente, meu nível de paixão mudou com meu sucesso. O sucesso causou paixão mais do que a paixão causou sucesso.

-às vezes a paixão é simplesmente um subproduto de saber que você será bom em alguma coisa.

-Você já sabe que, quando sua energia está certa, você tem um desempenho melhor em tudo o que faz, incluindo escola, trabalho, esportes e até sua vida pessoal. A energia é boa. Paixão é uma merda.

-Se o sucesso fosse fácil, todos o fariam. É preciso esforço. Esse fato funciona a seu favor porque mantém os preguiçosos fora do jogo.

-Boas ideias não têm valor porque o mundo já tem muitas delas. O mercado recompensa a execução, não as ideias.

-Meu fracasso me ensinou a buscar oportunidades nas quais eu tinha vantagem.

-Comecei a entender que o tempo é muitas vezes o maior componente do sucesso. E como o tempo é muitas vezes difícil de acertar, a menos que você seja vidente, faz sentido tentar coisas diferentes até acertar o tempo por sorte.

-A experiência de quase morrer na tundra congelada do norte do estado de Nova York me inspirou a me mudar para a Califórnia. Obrigado, fracasso. Já não temo a morte quando vou ao ar livre.

-Sua melhor aposta, ele explicou, era estar sempre procurando o melhor negócio. O melhor negócio tem seu próprio horário. Acredito que a maneira como ele explicou é que seu trabalho não é seu trabalho; seu trabalho é encontrar um emprego melhor.

-Esta foi a minha primeira exposição à ideia de que se deve ter um sistema em vez de um objetivo. O sistema era procurar continuamente por melhores opções.

-Se ele tivesse abordado sua carreira com um objetivo específico em mente, ou talvez objetivos de trabalho específicos (por exemplo, o trabalho de seu chefe), isso teria limitado severamente suas opções. Mas para ele, o mundo inteiro era seu próximo emprego em potencial. O novo trabalho simplesmente tinha que ser melhor que o anterior e permitir que ele aprendesse algo útil para o próximo salto.

-Aparência importa. No final do voo, o CEO me entregou seu cartão e quase me garantiu um emprego em sua empresa, se eu quisesse. Se eu tivesse embarcado no voo vestindo meu jeans surrado, camiseta surrada e tênis surrados, as coisas teriam sido diferentes.

-Ao longo da minha carreira eu estive antenado, procurando exemplos de pessoas que usam sistemas em vez de metas. Na maioria dos casos, até onde sei, as pessoas que usam sistemas se saem melhor.

-Para ser franco, metas são para perdedores. Isso é literalmente verdade na maioria das vezes. Por exemplo, se seu objetivo é perder cinco quilos, você passará cada momento até atingir o objetivo – se é que o atingirá – sentindo-se como se estivesse aquém do seu objetivo.

-Se você atingir seu objetivo, você comemora e se sente ótimo, mas apenas até perceber que acabou de perder a coisa que lhe deu propósito e direção. Suas opções são sentir-se vazios e inúteis, talvez aproveitando os despojos de seu sucesso até entediá-lo, ou estabelecer novas metas e reentrar no ciclo de fracasso permanente.

-O modelo de sistema x metas pode ser aplicado à maioria dos empreendimentos humanos. No mundo das dietas, perder dez quilos é uma meta, mas comer direito é um sistema. No campo do exercício, correr uma maratona em menos de quatro horas é uma meta, mas exercitar-se diariamente é um sistema. Nos negócios, ganhar um milhão de dólares é uma meta, mas ser um empreendedor serial é um sistema.

-Se você faz algo todos os dias, é um sistema. Se você está esperando para alcançá-lo algum dia no futuro, é uma meta.

-Sistema é algo que você faz regularmente com uma expectativa razoável de que isso o levará a um lugar melhor em sua vida. Os sistemas não têm prazos e, em um determinado dia, você provavelmente não saberá se eles estão levando você na direção certa.

-Quanta paixão esse sujeito tem por seu campo escolhido? Resposta: zero. O que ele tem é um sistema espetacular, e isso sempre supera a paixão.

-Este foi um daqueles momentos em que a diferença entre desejar e decidir importava. Eu não queria ficar na escola; Eu decidi.

-Nas duas semanas seguintes, fiquei em uma cama na enfermaria da faculdade, lutando para ficar acordado o suficiente para ler meus livros e acompanhar onde eu achava que a aula seria. Após a liberação, descobri que estava um mês adiantado em algumas de minhas aulas. Minhas notas subiram para onde precisavam estar e eu continuei.

-Eu havia ignorado o conselho de meu pai de trabalhar para os Correios. Isso acabou sendo uma boa ideia. Entrei na faculdade sem muita ajuda do meu orientador e permaneci na escola contra o conselho do meu médico. Foi nessa época que minha opinião sobre especialistas e figuras de autoridade em geral começou uma queda constante que continua até hoje.

-Eu queria criar, inventar, escrever ou inventar algo amplamente desejado que fosse fácil de reproduzir.

-Mas sendo orientado a sistemas, eu me sentia cada dia mais capaz, não importando o destino do projeto em que eu estivesse trabalhando.

-Eu não sou bom em qualquer tipo de tarefa que tem que ser feita corretamente na primeira vez. Eu sou mais uma personalidade do tipo faz-errado-então-conserta.

-Em meus oito anos no banco, fui incompetente em um trabalho após o outro.

-Nunca fiquei em um emprego tempo suficiente para desenvolver qualquer competência legítima e não tenho certeza de que uma experiência adicional teria ajudado no meu caso. Parecia que minha única habilidade valiosa era entrevistar para o próximo emprego. Fui contratado para quase todos os empregos que busquei no banco, e cada um era uma promoção e um aumento. Estava começando a parecer que eu poderia ser entrevistado para chegar a algum tipo de cargo executivo sênior no qual ninguém notaria que eu era totalmente livre de habilidades. Essa era minha esperança.

-Eu parecia ótimo no papel. Mal eles perceberam que ficar bem no papel era minha melhor habilidade.

-Cerca de 60% do meu trabalho na Pacific Bell envolvia tentar parecer ocupado.

-Se você quer sucesso, descubra o preço e pague. Parece trivial e óbvio, mas se você descompactar a ideia, ela tem um poder extraordinário.

-Conheço muitas pessoas que gostariam de ser ricas, famosas ou fabulosas. Eles gostariam de ter iates e servos e castelos e gostariam de poder viajar pelo mundo em seus próprios jatos particulares. Mas são meros desejos. Poucas dessas pessoas desejosas decidiram ter qualquer uma das coisas que desejam. É uma diferença fundamental, pois uma vez que você decide, você age. O desejo começa na mente e geralmente permanece lá.

-Pessoas de sucesso não desejam sucesso; eles decidem persegui-lo. E para persegui-lo de forma eficaz, eles precisam de um sistema. O sucesso sempre tem um preço, mas a realidade é que o preço é negociável. Se você escolher o sistema certo, o preço será muito mais próximo do que você está disposto a pagar.

-Não posso mudar o fato de que o sucesso requer muito trabalho. Mas se você aprender a apreciar o poder dos sistemas sobre os objetivos, isso pode baixar o preço do sucesso apenas o suficiente para fazer valer a pena tentar.

-A forma mais importante de egoísmo envolve gastar tempo com sua forma física, comer direito, seguir sua carreira e ainda passar tempo de qualidade com sua família e amigos.

-Sou simplesmente seu amigo cartunista dizendo que pessoas generosas cuidam primeiro de suas próprias necessidades. Na verdade, fazer isso é uma necessidade moral. O mundo precisa de você no seu melhor.

-Suponho que algumas ou até mesmo as pessoas mais bem-sucedidas começaram de forma egoísta, mas o sucesso muda você. Não é coincidência que Brad Pitt esteja ajudando a construir casas após o desastre do furacão Katrina ou que Bill Gates seja um dos filantropos mais importantes de todos os tempos. O sucesso faz isso.

-Nós, humanos, queremos muitas coisas: boa saúde, liberdade financeira, realizações, uma ótima vida social, amor, sexo, recreação, viagens, família, carreira e muito mais.

-A maneira como abordo o problema de múltiplas prioridades é focando em apenas uma métrica principal: minha energia. Faço escolhas que maximizam minha energia pessoal porque isso facilita o gerenciamento de todas as outras prioridades.

-Maximizar minha energia pessoal significa comer direito, fazer exercícios, evitar estresse desnecessário, dormir o suficiente e todos os passos óbvios. Mas também significa ter algo na minha vida que me deixa animado para acordar. Quando acerto minha energia pessoal, a qualidade do meu trabalho é melhor e posso completá-lo mais rapidamente.

-Você viu por si mesmo que quando uma pessoa triste entra em uma sala, o clima na sala diminui. E quando você fala com uma pessoa alegre e cheia de energia, automaticamente sente um impulso. Estou sugerindo que, ao se tornar uma pessoa com boa energia, você eleva as pessoas ao seu redor. Essa mudança positiva melhorará sua vida social, sua vida amorosa, sua vida familiar e sua carreira.

-Durante anos, a perspectiva de começar “minha própria coisa” e deixar meu cubículo para trás me deu uma enorme quantidade de energia.

-A principal razão que eu tenho um blog é porque me energiza. Eu poderia racionalizar meu blog dizendo que isso aumenta o tráfego no Dilbert.com em 10% ou que mantém minha mente afiada ou que acho que o mundo é um lugar melhor quando há mais ideias nele. Mas a verdade principal é que blogar me faz ir em frente. Não preciso de outro motivo.

-Tomar mais um coquetel à meia-noite pode ser um aumento de energia na hora, mas você paga o dobro no dia seguinte.

-Organizar sua vida em torno do conceito de energia pessoal é útil.

-Se você olhar para qualquer ação individual que aumente sua energia pessoal, pode parecer egoísmo. Por que você vai esquiar quando deveria estar trabalhando no abrigo para sem-teto, seu bastardo egoísta! Minha proposta é que organizar sua vida para otimizar sua energia pessoal resultará em algo incrível que é mais bom do que ruim.

-Ninguém vai pensar mal de mim a longo prazo por estar trinta minutos atrasado para um dia inteiro de diversão que eles já começaram. Mas todo mundo vai gostar que eu esteja de melhor humor quando eu aparecer.

-Um dos truques mais importantes para maximizar sua produtividade envolve combinar seu estado mental com a tarefa. Por exemplo, quando acordo pela primeira vez, meu cérebro está relaxado e criativo. A ideia de escrever uma história em quadrinhos é divertida e relativamente fácil porque meu cérebro está exatamente no modo certo para essa tarefa. Eu sei por experiência que tentar ser criativo no meio da tarde é uma perda de tempo. Às 14h00 tudo o que posso fazer é regurgitar as ideias que vi em outros lugares. Às 6h00 Eu sou um criador, e às 14h00. Eu sou uma copiadora.

-Aos 20 anos, eu conseguia me exercitar à meia-noite sem problemas, então tenha em mente que você pode querer fazer ajustes em seus padrões diários ao longo do tempo.

-Se você não sabe dizer se um plano simples ou complicado será o melhor, escolha o simples.

-Dilbert foi projetado desde o início para ser simples de criar, e continuo agilizando o processo. Essa simplicidade valeu a pena porque me libera para blogar, escrever livros, fazer projetos paralelos interessantes e ainda aproveitar a vida.

-Otimização é muitas vezes a estratégia de pessoas que têm objetivos específicos e sentem a necessidade de fazer tudo ao seu alcance para alcançá-los. Simplificar é geralmente a estratégia de pessoas que veem o mundo em termos de sistemas. Os melhores sistemas são simples e por boas razões.

-Minha experiência é que, quando me sento em uma posição que associo ao relaxamento, como cair no sofá, meu cérebro inicia a sub-rotina de relaxamento preguiçoso. Mas se me sento com boa postura, com os dois pés no chão, parece que meu corpo sinaliza ao meu cérebro que é hora de me concentrar no trabalho.

-A arrumação é uma preferência pessoal, mas também tem um impacto na sua energia. Cada segundo que você olha para um quarto bagunçado e pensa em consertá-lo é uma distração de seus pensamentos mais importantes.

-Quando você começa a fazer perguntas, muitas vezes descobre que existe uma solução simples, um site que cuida disso ou um profissional que cuida disso por uma taxa razoável. Tenha em mente que toda vez que você se pergunta como fazer algo, algumas centenas de milhões de pessoas provavelmente já se perguntaram a mesma coisa.

-A maioria dos meus problemas foram causados ​​por minhas próprias más decisões, falta de habilidade e má sorte. Não consigo pensar em um único caso em que fui parado porque havia informações de que precisava e não consegui encontrá-las.

-Se você pensa em seu mau comportamento como uma escolha de estilo de vida, como “ser você mesmo” ou “apenas ser honesto”, pode estar ignorando o custo para sua energia pessoal.

-Eu definiria um idiota como alguém que escolhe tornar a vida dos outros menos agradável por razões que não parecem produtivas ou necessárias.

-Comportamentos idiotas: Mudar de assunto para si mesmo; Dominar a conversa; Gabar-se; Trair, mentir; Discordar de qualquer sugestão, por mais trivial que seja; Usar a honestidade como justificativa para a crueldade; Reter favores simples por algum senso deturpado de justiça social; Abandonar as regras de comportamento civil, como dizer olá ou fazer contato visual

-É útil pensar em suas prioridades em termos de círculos concêntricos, como um alvo de tiro com arco. No centro está sua maior prioridade: você. Se você se arruinar, não poderá trabalhar em nenhuma outra prioridade. Portanto, cuidar de sua própria saúde é um trabalho.

-O próximo anel – e sua segunda maior prioridade – é a economia. Isso inclui seu trabalho, seus investimentos e até sua casa. Você pode estremecer com o fato de eu colocar a economia à frente de sua família, seus amigos e o resto do mundo, mas há uma razão. Se você não fizer seu mecanismo financeiro pessoal funcionar corretamente, você sobrecarregará todos, desde sua família até o país.

-Uma vez que você esteja saudável e financeiramente saudável, é hora do terceiro toque: família, amigos e amores. Boa saúde e dinheiro suficiente são necessários para um nível básico de felicidade, mas você precisa estar bem com sua família, amigos e parceiros românticos para realmente aproveitar a vida.

-Prioridades são as coisas que você precisa acertar para que as coisas que você ama possam prosperar.

-Como bônus, sorrir torna você mais atraente para os outros. 3 Quando você é mais atraente, as pessoas respondem a você com mais respeito e consideração, mais sorrisos e às vezes até luxúria. Esse é exatamente o tipo de coisa que pode animar você.

-Uma ótima estratégia para o sucesso na vida é tornar-se bom em alguma coisa, qualquer coisa, e deixar que esse sentimento o impulsione a novas e melhores vitórias. O sucesso pode ser viciante.

-Então parabéns por ser uma pessoa que estuda a mecânica do sucesso. É um negócio maior do que você pode imaginar.

-Você não precisa conhecer CEOs e bilionários. Às vezes você só precisa de um amigo que saiba coisas diferentes do que você. E você sempre pode encontrar um desses.

-Se a primeira versão comercial do seu trabalho não excita ninguém, é hora de passar para algo diferente. Não se deixe enganar pelas opiniões de amigos e familiares. São todos mentirosos. Se o seu trabalho inspirar algum entusiasmo e alguma ação dos clientes, prepare-se. Você pode ter algo pelo qual vale a pena lutar.

-Não há como negar a importância da prática. A parte difícil é descobrir o que praticar.

-Suas habilidades aumentarão com a experiência, que é o primo mais divertido da prática. A prática envolve colocar sua consciência em animação suspensa. Praticar não é viver. Mas quando você desenvolve suas habilidades por meio de uma sequência de experiências em constante mudança, você está vivo.

-O sucesso não é mágico; geralmente é o produto de escolher um bom sistema e segui-lo até que a sorte o encontre.

-A fórmula do sucesso: cada habilidade que você adquire dobra suas chances de sucesso

-Minhas habilidades medíocres combinadas valem muito mais do que a soma das partes. Se você acha que um talento extraordinário e uma busca maníaca pela excelência são necessários para o sucesso, eu digo que essa é apenas uma abordagem, e provavelmente a mais difícil. Quando se trata de habilidades, a quantidade geralmente supera a qualidade.

-Recapitulando meu conjunto de habilidades: tenho poucas habilidades artísticas, habilidades medíocres de negócios, bom, mas não ótimo, talento para escrever e um conhecimento inicial da Internet. E eu tenho um bom, mas não grande senso de humor. Eu sou como uma grande sopa medíocre. Nenhuma das minhas habilidades é de classe mundial, mas quando minhas habilidades medíocres são combinadas, elas se tornam uma poderosa força de mercado.

-A fórmula do conhecimento: quanto mais você sabe, mais você pode saber

-Quanto mais tempo você passar se expondo a más notícias, mais isso pesará em você e consumirá sua energia.

-Eu não leio as notícias para encontrar a verdade, pois isso seria uma tola perda de tempo. Leio as notícias para ampliar minha exposição a novos tópicos e padrões que tornam meu cérebro mais eficiente em geral e para me divertir, porque aprender coisas interessantes aumenta minha energia e me faz sentir otimista. Não pense nas notícias como informações. Pense nisso como uma fonte de energia.

-A explicação rápida é que enquanto eu jogava tênis, meu oponente estava fazendo matemática. Ele era um contador de cartas com uma raquete de tênis.

-A questão é que, embora todos pensemos que conhecemos as probabilidades da vida, há uma boa chance de você ter alguns pontos cegos. Encontrar esses pontos cegos é um grande negócio.

-Fiz uma lista das habilidades nas quais acho que todo adulto deveria adquirir um conhecimento prático. Eu não esperaria que você se tornasse um mestre de nenhum, mas o domínio não é necessário. A sorte tem uma boa chance de encontrá-lo se você se tornar apenas bom na maioria dessas áreas. Vou fazer um caso para cada um, mas aqui está a lista de visualização:

-Falar em público; Psicologia; Redação comercial; Design de contabilidade (o básico); Conversação; Superar a timidez; Segunda língua; Golfe; Gramática adequada; Persuasão; Tecnologia (nível de hobby); Técnica de voz adequada

-O instrutor foi até a frente e olhou para o aluno quebrado. A sala estava em um silêncio mortal. Sempre me lembrarei de suas palavras. Ele disse: “Uau. Isso foi corajoso.” Meu cérebro girou na minha cabeça. Vinte e alguns estudantes estavam pensando que esta mulher tinha acabado de cair e queimar da maneira mais dramaticamente humilhante. Ela tinha claramente pensado a mesma coisa. Em quatro palavras, o instrutor reinterpretou completamente a situação.

-A positividade é muito mais do que uma preferência mental. Isso muda seu cérebro, literalmente, e muda as pessoas ao seu redor. É a coisa mais próxima que temos da magia.

-Estamos todos no negócio de vender alguma versão de nós mesmos. A psicologia está inserida em tudo o que fazemos.

-Tornei-me um artista mais confiante – e melhor – porque ela mudou o que eu pensava do meu próprio talento.

-A qualidade não é uma força independente no universo; depende do que você escolhe como seu quadro de referência.

-E quase tudo que aprendo sobre psicologia humana acaba sendo útil.

-Eu até considerei ganhar algum dinheiro como hipnotizador. Eu decidi contra isso porque eu não queria estar no negócio de vender meu tempo.

-A Apple deve muito de seu sucesso ao entendimento de Steve Jobs de que a maneira como um produto faz os usuários se sentirem supera a maioria das outras considerações, incluindo o preço. Se Steve Jobs tivesse visto as pessoas como seres racionais, ele poderia ter seguido um caminho semelhante ao da Dell, vendendo máquinas altamente capazes pelo menor preço possível.

-Como se vê, a escrita de negócios tem tudo a ver com chegar ao ponto e deixar de fora todo o barulho. Você acha que já faz isso em sua escrita, mas provavelmente não faz. Considere a frase anterior. Eu intencionalmente incorporei algum ruído. Você pegou? A frase que começa com “Você acha que já faz isso” inclui a palavra desnecessária “já”. Remova-o e você terá exatamente o mesmo significado: “Você acha que faz isso”. A parte “já” é assumida e desnecessária. Esse tipo de realização é a base da escrita de negócios.

-Você pode pagar outras pessoas para fazer suas projeções contábeis e de fluxo de caixa, mas isso só funciona se você puder verificar o trabalho delas de maneira significativa. A jogada mais inteligente é aprender o suficiente sobre contabilidade e planilhas para que você entenda o básico.

-Aprenda apenas alguns truques de design e as pessoas pensarão que você é mais inteligente sem saber exatamente por quê.

-Todo mundo é interessante se você fizer a situação parecer segura.

-Aqui está um resumo de uma boa técnica de conversação. Pergunte. Não reclame (muito). Não fale sobre experiências chatas (programa de TV, refeição, sonho, etc.). Não domine a conversa. Deixe os outros falarem. Não fique preso a um tópico. Continue andando. O planejamento é útil, mas não é conversa. Mantenha as histórias tristes curtas, especialmente histórias médicas.

-Todo mundo gosta de falar sobre sua própria vida, e todos apreciam um ouvinte compreensivo.

-Acho que todos deveriam aprender a contar uma história engraçada. Eu não acho que as pessoas percebem que contar histórias é uma habilidade que pode ser aprendida e não um dom genético. Depois de conhecer as partes que compõem qualquer boa história, você tem tudo o que precisa para esculpir as suas próprias experiências cotidianas.

-Tópicos a evitar: É importante contar histórias sobre eventos interessantes. É ainda mais importante evitar contar histórias sobre situações entediantes ou deprimente. Aqui estão alguns tópicos que você deve evitar:

Comida: As pessoas não se importam com o quão boa foi sua refeição, a menos que planejem comer no mesmo lugar em breve. Concordo que alguns gourmets extremos podem realmente ter prazer em ouvir sobre comida. Mas mesmo nesse caso você quer mantê-lo curto.

Tramas de programas de televisão: falar sobre programas de TV que você e seu parceiro de conversa gostam pode ser divertido e divertido. Mas ninguém quer ouvir todo o enredo de um programa de televisão que você assistiu e eles não.

Sonhos: Ninguém se importa com os detalhes do seu sonho. Se você precisa discutir seus sonhos, mantenha-o em uma frase, como em “Sonhei que um esquilo com um rosto que parecia Winston Churchill estava nadando na minha tigela de cereal”.

-Histórias médicas: Se você é normal, ou está perto disso, falará demais sobre seus problemas de saúde, não importa o quão persuasivamente eu diga que é uma má ideia. E as pessoas vão perguntar sobre sua saúde se souberem que há algo errado com você. Portanto, você não pode evitar totalmente falar sobre seus problemas médicos. Apenas mantenha suas histórias leves, engraçadas, se possível, e curtas.

-Você também deve tentar descobrir quais pessoas são pessoas-coisas e quais são pessoas-pessoas. Coisa que as pessoas gostam de ouvir sobre novas tecnologias e outras ferramentas e posses inteligentes. Eles também gostam de discussões de processos e sistemas, incluindo política. As pessoas gostam apenas de conversas que envolvam humanos fazendo coisas interessantes.

-No tênis amador, um dos padrões mais estranhos é chamado de maldição 5-2. No tênis, o primeiro jogador a vencer seis jogos, por pelo menos dois, vence o set, então você esperaria que o jogador que primeiro chegasse a cinco vencesse na maioria das vezes. O que acontece em vez disso, com muito mais frequência do que o senso comum poderia prever, é que o jogador de fim de semana que está à frente sente que pode ir à costa, enquanto o jogador que está atrás sente que pode jogar relaxado porque o resultado parece previsível.

-As pessoas que gostam de humor são simplesmente mais atraentes do que as que não gostam. É da natureza humana querer passar tempo com pessoas que podem apreciar uma boa risada ou, melhor ainda, causar uma.

-Afirmações são simplesmente a prática de repetir para si mesmo o que você deseja alcançar enquanto imagina o resultado que deseja.

-O sucesso de Dilbert é principalmente uma história de sorte. Mas tornei mais fácil para a sorte me encontrar, e estava completamente preparado para isso. A sorte não lhe dará uma estratégia ou um sistema – você tem que fazer essa parte sozinho.

-De repente, parecia que tudo que eu tocava estava funcionando.

-Lidar com especialistas é sempre complicado. Eles são honestos? Eles são competentes? Quantas vezes eles estão certos? Minha observação e meu melhor palpite é que os especialistas estão certos em cerca de 98% das vezes nas coisas fáceis, mas apenas 50% das vezes em qualquer coisa que seja incomumente complicada, misteriosa ou mesmo nova.

-você achará muito mais fácil se exercitar em um ambiente onde outras pessoas estão se exercitando. Quando você observa os outros se exercitando, isso ativa a sub-rotina de exercícios em seu próprio cérebro.

-Dado nosso impulso humano de captar os hábitos e a energia dos outros, você pode usar esse conhecimento para programar literalmente seu cérebro da maneira que quiser. Simplesmente encontre as pessoas que mais representam o que você gostaria de se tornar e passe o máximo de tempo possível com elas

-O primeiro passo em sua busca pela felicidade é trabalhar continuamente para ter controle de sua agenda.

-Enquanto escrevo este capítulo, estou sentado em uma cadeira confortável com meu fiel cachorro, Snickers, enquanto saboreio uma xícara de café quente. Acabei de voltar de um bom treino, então estou me sentindo relaxada e com vontade de escrever. Por qualquer definição, o que estou fazendo é trabalho, mas como posso controlar o tempo disso neste dia em particular, não parece trabalho. Transformei o trabalho em prazer simplesmente por ter controle sobre quando o faço.

-A felicidade é o estado natural para a maioria das pessoas sempre que se sentem saudáveis, têm horários flexíveis e esperam que o futuro seja bom.

-Estou aqui para lhe dizer que o principal culpado de seu mau humor é um déficit em um dos cinco grandes: horário flexível, imaginação, sono, dieta e exercício.

-Barry Schwartz, autor de The Paradox of Choice, nos diz que as pessoas ficam infelizes quando têm muitas opções na vida.

-Recapitulando a fórmula da felicidade: coma bem. Exercício. Durma o suficiente. Imagine um futuro incrível (mesmo que você não acredite). Trabalhe em direção a um horário flexível. Faça coisas nas quais você pode melhorar constantemente. Ajude os outros (se você já se ajudou). Reduza as decisões diárias à rotina.

-Sempre que for prático e seguro, considere seu corpo um laboratório no qual você pode testar diferentes abordagens à saúde. Coma algo específico, como uma tigela de arroz branco, e veja como se sente mais tarde. Ou coma muitos carboidratos e se pese no final da semana. Procure os padrões. Quais alimentos te dão energia e quais te deixam sonolento?

-a comida é o combustível que torna o exercício possível.

-O café literalmente me faz gostar de trabalhar.

-Se Bill Gates tivesse nascido onde eu nasci, ele estaria atirando em marmotas nos fins de semana para ajudar os produtores de leite locais em vez de aprender a programar computadores.

-Mais importante, entenda que metas são para perdedores e sistemas são para vencedores. As pessoas que parecem ter boa sorte são muitas vezes as pessoas que têm um sistema que permite que a sorte as encontre. Eu expus alguns sistemas neste livro que parecem funcionar para mim. Sua experiência será diferente, mas sempre ajuda pensar em termos de sistemas e não de metas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.