Um líder precisa gerar energia

Muito tenho refletido sobre Gestão de Energia nos últimos anos.

Scott Adams fala sobre, Tim Ferriss e seus convidados também (através da temática do “dizer não”).

A melhor hora para dormir, para acordar. Atividades divididas por horários. Organização de calendário para cuidar da própria saúde, e tantas outras ações práticas. 

Quando envelhecemos, se não gerimos nossa energia podemos perder bastante tempo e produtividade, caso você tenha escolhido uma carreira que demande isso. Gestão de Energia se torna quase um sinônimo de Gestão de Tempo.

Trabalhar na Birdie está sendo uma experiência enriquecedora que um dia conto aqui, mas hoje trago algo que nunca tinha experimentado: quinzenalmente temos o Mindfulness Practice, reflexões espirituais sobre vida e/ou carreira.

Para minha surpresa, tivemos uma palestra com Amit Chatterjee, um inspirador indiano que trabalhou 30 anos na Microsoft (!). Ele comentou sobre diversos aprendizados mas o que mais me chamou a atenção foi esse testemunho que transcrevo a seguir.

Segundo ele, 

“Gerar Energia é um princípio de liderança na Microsoft.

-Imagine trabalhar com um idiota que é expert, mas sempre te deixa pra baixo

-E por outro lado imagine interações em que você termina com mais energia e clareza do que antes

Líderes tem uma energia contagiante: qual tipo de energia vamos escolher contagiar os outros?”.

E finalizou citando Paramahamsa Prajnananandaji:

“Um Yogi não é uma pessoa que está meditando o tempo todo. É acima de tudo uma pessoa dinâmica, que não tem medo de se responsabilizar, dá o máximo para entregar o que precisa; e não se preocupa com resultados depois disso.

Um Yogi interage com outros com amor, ternura, compaixão e com um sorriso no rosto”.

Gerar energia é também tarefa da liderança – e só pode ser feita com sucesso se o líder faz também a gestão da própria energia.

Obrigado Amit Chatterjee por essa fantástica lição que levarei pra vida.

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.