Os 4 fatores de crescimento + 2 limitantes de Startups

Novamente, citando a ótima newsletter sobre Startups e Venture Capital do Lucas Abreu. Vou trazer aqui pontos específicos, mas vale muito assinar a News e ler o artigo completo.

O post se refere a Blitzscalling, Startups que tem amplo crescimento em uma velocidade incrível.

Leia mais: “Blitzscalling” por Reid Hoffmann e Chris Yeh

Os 4 fatores de crescimento de Startups

#1 Tamanho de Mercado

-Quando o Tamanho de Mercado é pequeno ou de nicho, dificilmente justificará interesse de Fundos

-É preciso entender o TAM (Total Adressable Market) e como será o crescimento em 3-5 anos

#2 Efeitos de Rede ou Landsgrab

Efeito de Rede: valor do produto aumenta a medida que mais Users são adicionados (ex: Craiglist)

Landgrab: crescimento em mercado de oceano azul (ex: Slack)

#3 Distribuição

Alavancando redes existentes: vendas através de canais com volume (ex: Airbnb começou a vender via Craiglist)

Viralidade: usuários atraem mais usuários (ex: Robinhood, em que a principal fonte de aquisição é indicação)

#4 Margens Brutas

-Lucro bruto = Receita líquida – Custo do produto

-Margens brutas = Valuation maior = Atração de Fundos (mercado deseja margens brutas >60%)

-Ex. de Blitzscalling sem Margem bruta alt: WeWork (15-20%). Errou ao fazer Blitzscalling não tendo Margens brutas altas

Os 2 fatores limitantes de crescimento de Startups

#1 Falta de Product Market Fit

Leia mais: Product Market Fit: 4 sinais de que não está dando certo

-PMFit = Produto atender a necessidade dos usuários

-Ex: Groupon, tinha Mercado; Efeito de rede; Margens brutas altas; Distribuição viral; mas não tinha PMFit (experiência ruim pra vendedores-compradores) o que deteriorou o valuation

#2 Escalabilidade operacional

-Não adianta crescer sem saber lidar com crescimento

Limitações humanas: quando o modelo exige contratação de um “exército” de pessoas

Limitações de infraestrutura: quando não existe infra pra lidar com demanda do uso de clientes

-Ex: Twitter, de 2009 a 2012 “caía” muitas vezes. Reestruturou a rede para virar o jogo.

Exemplos finais de empresas que aplicaram Blitzscalling, ou seja, mercados grandes, com características winners take most, altas margens brutas, distribuição viral, com product market fit e sem limitação de escalabilidade operacional:

Slack, Uber, IFood, Rappi, Airbnb, Amazon, Linkedin, Faceboook.

Para mais artigos como esse, novamente: newsletter sobre Startups e Venture Capital do Lucas Abreu.

Espero que tenha sido útil pra você como foi pra mim! Até.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.